Lais Dias

Cresci em São Paulo, cidade grande. Desenho desde que me conheço por gente. Acho que comecei a desenhar quando tinha três anos. Ficava quietinha desenhando os cachorros, as bonecas, os carrinhos e depois os irmãos e amigos. Com essa mania ganhei o apelido de avoada. Depois, adolescente, comecei a fotografar. E não parei mais de desenhar e de fotografar. Acreditem ou não, ainda desenho meus cachorros. Isso me dá a impressão, às vezes, de que nunca cresci.
Agora, só falta voar…

Livros:

Ceci - Uma história para ouvir

A teoria do chapéu

Salada de frutas: Números e formas

Salada de frutas: Cores e opostos

Meninas incríveis - Contos maravilhosos de transformação

Contos que ninguém te conta

A cidade politicamente correta

Open chat